RSS

Arquivo mensal: julho 2009

>Poncho Marrom e Bege

>
Material:

3 novelos de lã Bruma;
1 novelo de fio Camila;
9 novelos de lã Fiochi;
1 par de agulgas de tricô nº 7;
1 agulha para costurar lã;
1 agulha de crichê 6 mm

Tamanho: 38/P

Abreviações:

p= ponto
m= malha
t= tricô
pjm= pontos juntos em malha
pjt= pontos juntos em tricô
l= laçada

Modo de Fazer: Trabalhar as duas lãs e o fio juntos.

Costas:

Colocar na agulha 58p e trabalhar 5 cordões de tricô (musgo). Continuar em ponto malha deixando 6p musgo em cada extremidade da peça para não enrolar.
6musgos+48malhas+6 musgos
Tricotar reto até completar 85 cm no total.
Arrematar todos os pontos de uma só vez.

Frente:

Igual às costas.
A 53 cm do início, fazer dois buracos no centro da peça para passar o fio para amarrar embaixo do busto.
Para os buraquinhos:
No lado direito do trabalho: 6 musgos, 18m, 2pjm, 7p, 2pjm, 18m, 6 musgos
No lado avesso do trabalho: 6 musgos, 18t, 1l, 7t, 1l, 18t, 6 musgos
A 77 cm do início iniciar o decote.

Decote:

Arremater os 11p centrais e depois do lado do decote,a cada duas carreiras, 2p+1p 1 vez.
Cada ombro ficará com 20p. Seguir reto até alcançar o mesmo comprimento das costas e arrematar todos os pontos de uma só vez.
Fazer o outro lado igual.

Acabamento:

Costurar um ombro (frente e costas) e levantar a gola.

Gola:

Levantar ao redor do decote 52p em sanfona 2/2. Tricotar 7 carreiras com a agulha nº7 e passar para a agulha nº9. Tricotar até completar 12 cm e arrematar todos os pontos de uma só vez bem frouxo para passar facilmente pela cabeça.
Costurar a gola e o outro ombro.
Fazer uma corrente de crochê e dois pompons com os três fios para amarrar na frente.

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 30/07/2009 em abreviações, pala, poncho

 

>Coisas boas para lembrar…

>Ontem, naquela hora em que estamos tentando pegar no sono, estava pensando em alguma coisa muito boa para postar aqui. Lembrei de uma passagem engraçada de nossa viagem de 2007. Viajamos até Vicenza, província italiana na região de Vêneto que faz fronteira a norte e oeste com a Província de Trento, de onde vieram os antepassados de meu marido, os Baús, para fazer um pit-stop e conhecer Stoccaredo.
Chegamos em Vicenza logo depois do almoço e nos instalamos no hotel, muito bom por sinal, acho que o melhor de toda a viagem. Tomamos um banho e fomos procurar uma lavanderia para colocar a roupa suja em dia. Começavam a faltar cuecas, calcinhas e meias limpas. Tinha uma bem perto do hotel dessas tipo “faça você mesmo”. Ainda bem que meus dois acompanhantes falam inglês senão eu teria que comprar calcinhas e sutiãs novos (particularmente eu teria gostado mais desse jeito) pois as máquinas de lavar e secar só “falavam” nessa língua. Mas meu santo é forte e encontramos lá uma negra simpatissíssima que era de Angola e falava portugûes. Yes! Colocamos a roupa pra lavar e secar e como ia demorar muito fomos tomar uma cervejinha, um suco e um refri no bar da frente.
Que bar! Um espetáculo! A árvore que nos fazia sobra era no mínimo centenária pelo tamanho do tronco. A copa fazia sombra no pátio todo, deixando todas as simpáticas mesinhas escondidas do sol, que estava muito quente.
Depois de curtirmos essa belíssima tarde e com a roupa limpa retornamos ao hotel para o jantar e para descansarmos para o dia seguinte que, como todos, seria muito bem aproveitado.
O roteiro era passear em Stoccareddo, cidade vizinha à Vicenza, encravada nos Alpes Italianos. Stoccaredo fica a 981m acima do mar, Vicenza a 39m. Íamos ter que subir bastante…
Sete horas do dia seguinte, café da manhã farto e depois de termos feito todas as contas e câmbios necessários chegamos a conclusão que ir de táxi a Stoccaredo seria mais fácil, mais barato e mais rápido. Rumamos para a estação rodoviária para contratar os serviços de um taxista local. Como todo o italiano que se preze, muita conversa, muita barganha, chora daqui, pechincha dali e chegamos a um acordo. Acho que o taxista não imaginou que ia negociar tanto com turistas. É que eu tenho dois aprendizes de italiano do lado de cá.
E rumamos morro acima…
Descortinou-se diante de nossos olhos uma paisagem maravilhosa. Aí pude entender o que esses italianos queriam lá no Rio Grande do Sul quando vieram da Europa. Claro que não temos Alpes, mas é tudo muito parecido. Os morros, os vales, o verde, os rios, as árvores, tudo…
Tudo muito belo e pitoresco. E Vicenza ficando lá embaixo… E a gente subindo…Estrada sinuosa, muito sinuosa…O carro em 1ª marcha…Subindo…Curva…Subindo…Mais curva…E o carro aquecendo…Curva…Subindo…E o carro esquentando mais…E o carro parando…E…Silêncio total…Nada…Só nós e a natureza…e o carro mortinho…
Ainda bem que tinha uma casa e que ali era a Itália. “Tutte bona persona”. Ofereceram ajuda, em pouco tempo tudo estava resolvido e voltamos à viagem.
Mais um pouquinho e estaríamos lá. Sem não antes passar em graciosas cidadezinhas e igrejinhas pelo caminho.
Stoccareddo. Lindíssima e aconchegante. Lugar muito bonito. Me fez lembrar o primeiro lugar que trabalhei- Silveira Martins, pertinho de Santa Maria, RS.
400 habitantes, quase todos Baús. Passeamos pelas ruas, entramos na igreja, conversamos com pessoas, até conhecemos alguns parentes. Muito queridas, uma delas chamava-se Sidonia e a outra Lionella. Nosso contato foi muito rápido mas gratificante. Meu marido troca e-mail até hoje com uma delas, que não estava lá na ocasião. Chama-se Ana Bardolino, que por incrível que paressa não é Baú.
Gente muito simpática. Dia inesquecível.

Viagem maravilhosa. Lugares e passeios que somente tu e tua família podem fazer juntos pois fazem parte da tua história. Fazem parte do teu passado ou do passado de alguém que tu amas. Faça teu próprio roteiro. Não te apegues aos horários e aos gostos dos outros. O bom mesmo é viajar antes, fazendo o próprio roteiro; viajar durante, fazendo e visitando o que tu gostas e na hora que quiseres; viajar depois, relembrando e curtindo seus filmes e fotos. Quem sabe até fazendo um blog, assim como eu, que cada vez que posto aqui, vivo tudo outra vez.

Barzinho em Vicenza- olhem o tronco da árvore…

Outro ângulo do bar:

E começamos a subir…

até que o carro cansou!!!

Aproveitamos para apreciar a paisagem,

que era um colírio para os olhos.

Continuamos subindo, passamos por igrejas

e por cidadezinhas maravilhosas.

Essa era a vista de dentro do carro:

Estávamos chegando perto…

Cada vez mais perto…

E chegamos.

Fotografamos o marco:

Visitamos a igreja.

Por fora.

Por dentro parecia envolta em magia…

…e fé.

Andamos pelas ruas,

apreciamos as casas,

nos encantamos com o lugar.

De quebra, conhecemos pessoas simpáticas e acolhedoras.

Belíssimo lugar!

 
2 Comentários

Publicado por em 30/07/2009 em Stoccareddo, viagem

 

>Diferenças entre os sintomas da gripe comum e da Gripe A

>

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29/07/2009 em gripe A, gripe comum, mensagens

 

>Diferenças entre os sintomas da gripe comum e da Gripe A

>

 
1 comentário

Publicado por em 29/07/2009 em gripe A, gripe comum, mensagens

 

>Feijoada Completa para 15 pessoas

>Essa feijoada é para pessoas que não gostam muito de pele, orelha, rabo e outros miúdos de porco.

Feijoada:

Ingredientes:

1 1/2 kg de feijão preto;
800 gr de costelinha de porco sem tempero separada em unidades;
1 kg de costelinda de porco defumada separada em unidades;
1 kg de linguiça calabresa cortada em rodelas;
500 gr de lombo de porco defumado cortado em cubos grandes;
2 cebolas grandes picadas;
10 dentes de alho picados;
2 cubos de tempero de feijoada;
300 gr de bacon cortado em cubos;
4 folhas de louro.

Modo de fazer:

Cozinhar o feijão na panela de pressão até que esteja macio (não muito para que não desmanche todo). Reservar.
À parte, fritar todas as carnes separadamente, retirar da fritura com uma escumadeira para escorrer bem a gordura. Reservar.
As costelinhas de porco deverão ser cozidas na panela de pressão por 10 minutos depois de fritas. Reservar.
Numa panela grande, pode ser a mesma em que foram fritas as carnes, retirando-se o excesso de gordura, fritar a cebola e o alho. Acrescentar o feijão cozido, água que cubra todo o feijão, os cubos de tempero, o louro e as carnes. Deixar ferver bastante, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo da panela. Colocar água, se necessário.
Acertar o tempero somente depois de cozinhar bastante pois as carnes já possuem sal. Deixar no fogo até cozinhar bem o feijão e engrossar bem o caldo.
A feijoada fica mais encorpada se feita em panela de barro ou ferro.

Couve:

Ingredientes:

3 maços de couve sem talo, lavados e fatiados bem fininho;
3 colheres de sopa de margarina;
2 colheres de sopa de cebola picada;
2 colheres de sobremesa de alho picado;
sal a gosto.

Modo de fazer:

Numa frigideira grande, esquentar bem a margarina. Fritar aí a cebola e o alho. Acrescentar a couve e o sal. Quando diminuir de volume, desligar e servir.

Farofa de Abobrinha:

Ingredientes:

1/2 kg de farinha de mandioca;
2 sachês de tempero granulado de legumes Maggi Meu Segredo 7 Vegetais;
4 ovos cozidos picados;
4 colheres de sopa de margarina bem cheias;
4 colheres de azeitona verde picada sem caroço;
2 abobrinhas verdes ( somente as cascas que você vai tirar com o ralador no ralo grosso).

Modo de fazer:

Numa frigideira esquentar a margarina e fritar aí as cascas das abobrinhas. Acrescentar os ovos, as azeitonas, o tempero granulado e misturar tudo. Adicionar a farinha de mandioca, acertar o sal e deixar no fogo até que fique da cor que você gosta.

Molho Especial para Feijoada:

Ingredientes:

1 cebola grande cortada;
2 tomates cortados;
1/2 maço de salsinha cortada;
1/2 maço de cebolinha verde cortada;
suco de 4 limões;
sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de fazer:

Misturar todos os ingredientes. (para uso individual)

Mais acompanhamentos:

Arroz branco e laranja bahia

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/07/2009 em acompanhamentos, couve, farofa, feijoada

 

>Feliz Dia do Amigo!

>

Obrigada a todos os amigos que passam por aqui, que vêm dar uma espiadinha, que gostam das minhas postagens, que participam da minha vida.
Um beijo com muito carinho,

Rosani Bau

 
1 comentário

Publicado por em 20/07/2009 em mensagens

 

>Feliz Dia do Amigo!

>mensagens,fadinhas

Obrigada a todos os amigos virtuais que passam por aqui, que dão uma espiadinha, que gostam das minhas receitintas e que participam da minha vida.
Um enorme beijo com muito carinho.

Rosani Bau

 
1 comentário

Publicado por em 20/07/2009 em mensagens

 
 
%d blogueiros gostam disto: