RSS

Arquivo da categoria: arnaldo jabor

Barriga é barriga…

Barriga é barriga, peito é peito e tudo mais. Confesso que tive agradável surpresa ao ver Chico Anísio no programa do Jô, dizendo que o exercício físico é o primeiro passo para a morte. Depois de chamar a atenção para o fato de que raramente se conhece um atleta que tenha chegado aos 80 anos e citar personalidades longevas que nunca fizeram ginástica ou exercício – entre elas o jurista e jornalista Barbosa Lima Sobrinho – mas chegou à idade centenária, o humorista arrematou com um exemplo da fauna:
A tartaruga com toda aquela lerdeza, vive 300 anos. Você conhece algum coelho que tenha vivido 15 anos?
Gostaria de contribuir com outro exemplo, o de Dorival Caymmi. O letrista compositor e intérprete baiano era conhecido como pai da preguiça. Passava 4/5 do dia deitado numa rede, bebendo, fumando e mastigando. Autêntico marcha-lenta, levava 10 segundos para percorrer um espaço de três metros. Pois mesmo assim e sem jamais ter feito exercício físico viveu 90 anos.
Conclusão: Esteira, caminhada, aeróbica, musculação, academia? Sai dessa enquanto você ainda tem saúde…
E viva o sedentarismo ocioso!!! Não fique chateado se você passar a vida inteira gordo. Você terá toda a eternidade para ser só osso!!!
Então: NÃO FAÇA MAIS DIETA!! Afinal, a baleia bebe só água, só come peixe, faz natação o dia inteiro, e é GORDA!!! O elefante só come verduras e é GORDOOOOOOOOO!!!
VIVA A BATATA FRITA E O CHOPP!!!
Você, menina bonita, tem pneus? Lógico, todo avião tem!
E nunca se esqueçam:

‘Se caminhar fosse saudável, o carteiro seria imortal.´

E lembrem-se sempre:

Celulite quer dizer :

EU SOU GOSTOSA! Em braile!”

Arnaldo Jabour


 
2 Comentários

Publicado por em 31/07/2011 em arnaldo jabor, mensagens, texto

 

>Seja um idiota

>

A idiotice é vital para a felicidade.


Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

hahahahahahahahaha!…

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas… a realidade já é dura; piora se for densa.

Dura, densa, e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva.

Pule corda!

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida – e esse é o único “não” realmente aceitável.

Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:

passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir…

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!


Arnaldo Jabor
 
3 Comentários

Publicado por em 18/02/2011 em arnaldo jabor, mensagens, texto

 

>Esse cara diz cada coisa!!!

>

Tem vezes que o vejo falar e não gosto muito da maneira como ele coloca as coisas. Tenho a sensação que ele é meio exagerado e demasiadamente enfático. Mas o tempo vai passando, ele vai falando e não posso deixar de concordar com o que ele diz. Ele vai na “ferida” e crava o dedo lá com propriedade e profundidade. Admiro a sinceridade com que fala e escreve e a dureza e a originalidade com que diz certas coisas (principalmente aquelas que precisam ser ditas). Meus louros pra ele! Quero fazer minhas as suas palavras. Esse texto é um exemplo disso e se adapta maravilhosamente aos dias de hoje em que estamos aprendendo a dar mais valor ao ter e aparentar do que ao que realmente importa: o ser. Tempo em que a futilidade impera e a valorização das pessoas por seu carárter esta em baixa.

Quando li esse texto que recebi por e-mail de uma amiga, exultei de alegria. Ele veio de encontro a alguns problemas que aparecem com o avanço da idade (já falei que não é muita, mas já serve pra baixar um pouquinho a auto-estima) e começam a incomodar e abalar nosso “sex appeal”. Rugas aparecendo, gordurinhas aqui e ali, manchinhas nas mãos ( ao que deram o infame nome de manchas senis), alguma varizes aparecendo nas pernas… Vocês devem saber do que estou falando. Quem ainda não chegou aqui, deve ter uma irmã que chegou, ou uma esposa, ou uma mãe, ou uma avó e com certeza vai saber de como nos sentimos com essa enxurrada de “leis” estéticas que estão nos empurrando goela abaixo.

A BUNDA DURA

Tenho horror a mulher perfeitinha.
Sabe aquele tipo que faz escova toda manhã, tá sempre na moda e é tão sorridente que parece garota-propaganda de processo de clareamento dentário? E, só pra piorar, tem a bunda dura!!!
Pois então, mulheres assim são um porre. Pior: são broxantes. Sou louco?
Então tá, mas posso provar a minha tese. Quer ver?

a) Escova toda manhã:

A fulana acorda as seis da matina pra deixar o cabelo parecido com o da Patrícia de Sabrit. Perde momentos imprescindíveis de rolamento na cama, encoxamento do namorado, pegação, pra encaixar-se no padrão ‘Alisabel’, que é legal… Burra.

b) Na moda:

Estilo pessoal, pra ela, é o que aparece nos anúncios da Elle do mês. Você vê-la de shortinho, camiseta surrada e cabelo preso? JAMAIS! O que indica uma coisa: ela não vai querer ficar desarrumada nem enquanto estiver transando.

c) Sorriso incessante:

Ela mora na vila dos Smurfs? Tá fazendo treinamento pra Hebe? Sou antipático com orgulho, só sorrio para quem provoca meu sorriso. Não gostou? Problema seu. Isso se chama autenticidade, meu caro. Coisa que, pra perfeitinha, não existe. Aliás, ela nem sabe o que a palavra significa… Coitada.

d) Bunda dura:

as muito gostosas são muito chatas. Pra manter aquele corpão, comem alface e tomam isotônico (isso quando não enfiam o dedo na garganta pra se livrar das 2 calorias que ingeriram), portanto não vão acompanhá-lo nos pasteizinhos nem na porção de bolinho de arroz do sabadão. Bebida dá barriga e ela tem H-O-R-R-O-R a qualquer carninha saindo da calça de cintura tão baixa que o cós acaba onde começa a pornografia. Nada de tomar um bom vinho com você. Cerveja? Esquece!

Legal mesmo é mulher de verdade !!!!

E daí se ela tem celulite?

O senso de humor compensa.

Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira.

Pode até ser meio mal educada as vezes, mas adora sexo.

Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução (e, às vezes, nem chegam a ser um problema).

Mas ainda não criaram um remédio para a futilidade.

E não se esqueça:

Mulher bonita demais, e melancia grande, ninguém come sozinho!!!

Arnaldo Jabor

Não é o máximo!!!

Mulheres! Libertem-se. O dia da salvação é chegado!!!!!

E viva aos “Arnaldos Jabores” do mundo!!!
 
3 Comentários

Publicado por em 08/10/2009 em arnaldo jabor, mensagens

 
 
%d blogueiros gostam disto: