RSS

Arquivo da categoria: uma carta pra mim

>Para mim mesma

>

“Às vezes me pego pensando quais dos dois ditados se encaixa melhor em minha vida: recordar é sofrer ou recodar é viver duas vezes. Olhando para trás, para todos os anos que já vivi, acredito que os acertos foram maiores que os erros. Cometi erros, muitos erros, como todo mundo. Seria muito engano acreditar que não.
Se um dia, como num passe de mágica, pudesse voltar atrás, fazer novas escolhas, mesmo as mais impossíveis, mudar o rumo da minha vida; várias coisas, com certeza, eu faria novamente. Nasceria na mesma família sem mudar nada. Talvez pudesse dar mais carinho a todos, pois a vida é muito curta e só o que se leva daqui são os amores que temos. Foi lá que recebi o que sou hoje.
Casaria com meu marido e teria o meu filho. São eles que me dão o melhor que tenho, se é que se pode falar assim. Um pouco mais de paciência não faria mal, o amor por eles sempre foi imenso.
Teria os mesmos amigos, pessoas maravilhosas que me acompanham. Uns de longe, outros mais de perto. Poucos já partiram. Como humana que sou, falhei várias vezes com todos eles e se fosse possível voltar no tempo, tentaria acertar. Destinaria mais horas do meu dia a cada um em especial, ouviria com mais cuidado os seus problemas, ficaria mais perto, mais disponível. Magoei pessoas, isso é certo. Fui magoada também. O que importa, realmente, é que aprendi.
Voltar é impossível…
Vamos seguindo em frente, tentando aprender com nossos erros. Tomando cuidado para não incidir nos velhos erros mas cometendo novos.
Hoje vejo que existiam verdades que não precisavam ser ditas, principalmente aquelas que ferem e machucam. Precisamos preservar as pessoas que são ligadas a nós de palavras rudes e desnecessárias. Tudo pode ser dito com amor, carinho e leveza. É preciso que seja assim.
Na verdade, se eu pudesse mudar tudo, queria ter na minha infância e adolescência a maturidade que tenho hoje. O tempo disperdiçado e os tropeços seriam menores.
Tudo isso me fez o que sou, com meus defeitos e com minhas virtudes.
É suficiente? Não sei.
Só sei que agora sou uma pessoa melhor que antes.”

 
9 Comentários

Publicado por em 20/09/2009 em texto, uma carta pra mim

 
 
%d blogueiros gostam disto: